UOL Notícias Notícias
 

05/04/2006 - 22h52

Estrelas mortas também formam planetas, revela estudo da Nasa

WASHINGTON, 5 abr (AFP) - Um estudo de astrônomos americanos publicado nesta quarta-feira pela Nasa concluiu que planetas também se formam em torno de estrelas mortas, conhecidas como pulsares.

Pesquisadores do Massachusetts Institute of Technonoly (MIT) em Cambridge (nordeste dos Estados Unidos) detectaram pela primeira vez um cinturão de fragmentos em torno de um pulsar, graças ao telescópio espacial Spitzer da Nasa, a agência espacial americana.

Os cientistas conseguiram detectar uma nuvem de poeira e fragmentos provenientes da explosão de uma estrela supernova que gravitam a 1,6 milhão de km em torno do pulsar que surgiu.

Estes fragmentos devem se reagrupar em torno do pulsar para formar planetas, explicaram os astrônomos, estimando que poderiam ter uma massa equivalente a dez vezes a massa da Terra.

"Os pulsares emitem uma enorme quantidade de radiação, mas neste ambiente hostil encontramos um disco de materiais planetários que se parecem muito com os que gravitam jovens estrelas, onde geralmente há a formação de planetas", explicou Deepto Chakrabarty, do MIT, que dirigiu a pesquisa.

"Estamos surpresos com o fato de que o processo de formação dos planetas pode ser universal".

A pesquisa será publicada na revista britânica Nature do próximo dia 6 de abril.

Em 1992, o astrônomo Aleksander Wolszczan, da Universidade da Pensilvania, detectou três planetas, dois do tamanho da Terra, em torno do pulsar batizado de PSR B1257+12.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host