UOL Notícias Notícias
 

19/04/2006 - 20h55

Chávez decreta "morte" da Comunidade Andina e "aposta" no Mercosul

ASSUNÇÃO, 19 abr (AFP) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, disse nesta quarta-feira em Assunção que a Comunidade Andina das Nações (CAN) "está morta" e que sua aposta está no Mercosul.

A Comunidade Andina de Nações "não existe mais", afirmou Chávez durante o encontro em Assunção com seus colegas de Uruguai, Tabaré Vázquez, Paraguai, Nicanor Duarte, e Bolívia, Evo Morales, sobre a construção de um gasoduto na região.

"Está ferida de morte, e hoje posso dizer que está morta. Não existe mais. A Venezuela sai da Comunidade Andina. Não tem sentido", disse o líder venezuelano. A Comunidade Andina "serve apenas às elites, às multinacionais. Não serve aos índios, aos negros, aos brancos ou aos pobres. Não serve a nosso povo e até o prejudica". Segundo Chávez, o bloco foi ferido de morte quando a Colômbia firmou o Tratado de Livre Comércio com os Estados Unidos.

"O gigante (...) está aqui no Sul. O Sul é um gigante para buscar o equilíbrio do universo, como dizia Simón Bolívar", lembrou Chávez para destacar o potencial energético em gás e petróleo da América do Sul.

O presidente Evo Morales brincou com Chávez dizendo que ele não deve matar a Comunidade Andina tão rapidamente porque "dentro de dois meses receberá a presidência" do bloco. Atualmente, a própria Venezuela ocupa a presidência da Comunidad Andina.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host