UOL Notícias Notícias
 

20/04/2006 - 20h12

Marte tinha clima úmido e ameno até virar planeta árido e frio

WASHINGTON, 20 abr (AFP) - O planeta Marte teve um período bastante breve, durante o qual foi relativamente úmido e com temperaturas amenas até sofrer uma grande mudança climática que o tornou árido e frio, condições pouco favoráveis para a vida, de acordo com um estudo internacional publicado nesta quinta-feira nos Estados Unidos.

Baseando-se em dados fornecidos sobretudo pelo Omega, o espectrômetro da sonda marciana européia Mars Express, esses especialistas determinaram que o plano mineralógico do Planeta Vermelho se vincula estreitamente à presença de água líquida em sua superfície, como indica a importante erosão constatada.

Este mapa geológico de Marte é o mais amplo já realizado, cobrindo 90% da superfície do planeta e indicando que as condições favoráveis à vida teriam existido apenas na "infância" do astro.

"Há 3,5 bilhões de anos, Marte se tornou cada vez mais seco e árido, um meio ambiente inóspito à vida, inclusive para um micróbio", explicou John Mustard, geólogo da Universidade de Brown (Rhode Island, leste), um dos co-autores deste estudo publicado na edição de 21 de abril da revista americana Science.

Se se desenvolveram em Marte organismos vivos, serão encontrados rastros nas abundantes rochas argilosas e no solo ao norte da planície vulcânica Syrtis Major, nas regiões de Nili Fossae e Marwth Vallis, avaliaram os cientistas.

Estas zonas constituem o objetivo de futuras missões robóticas de exploração, destacou Mustard, um cientista que trabalha na missão européia Mars Express e na americana Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), posta em órbita recentemente ao redor do Planeta Vermelho.

A MRO é dotada de instrumentos de uma grande potência.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host