UOL Notícias Notícias
 

24/04/2006 - 10h33

Arsenal quer espantar a zebra Villarreal

VILLARREAL, Espanha, 24 abr (AFP) - O Arsenal viaja a Villarreal nesta terça-feira para o jogo de volta das semifinais da Liga dos Campeões, com a vantagem de ter vencido a primeira partida por 1-0 e o sonho de chegar à final da competição, dia 17 de maio em Paris. O time espanhol precisa da vitória pelo mesmo placar para levar a decisão da vaga na final à prorrogação ou de uma vantagem de dois gols para garantir a classificação. No entanto, a tarefa será muito difícil: o clube inglês não sofre gol na Liga dos Campeões há 829 minutos.

O 'submarino amarelo', dirigido pelo chileno Manuel Pellegrini, espera repetir o feito das quartas-de-final, quando perdeu para a Inter de Milão por 2-1 na Itália e venceu por 1-0 em casa.

O Arsenal, que venceu em Londres com um gol de Kolo Touré, também pretende manter a tradição nesta Liga: os "gunners" venceram o Real Madrid por 1-0 no jogo de ida das oitavas e depois empataram em 0-0; na fase seguinte venceram a Juventus por 2-0 em casa e empataram sem gols na Itália.

O técnico do Arsenal, Arsene Wenger, ainda não sabe se contará com o zagueiro suíço Philippe Senderos. Caso o jogador seja vetado, uma possibilidade é optar por Sol Campbell, que sofreu uma fratura no nariz, mas já está praticamente recuperado. A outra opção é a escalação de Johan Djourou, compatriota de Senderos, que disputaria sua primeira partida na Liga dos Campeões.

A boa noticia para o Arsenal é o retorno do espanhol José Antonio Reyes, que cumpriu suspensão automática no jogo de ida, e pode ser fundamental nos contra-ataques, ao lado do francês Thierry Henry.

Já o Villarreal confia na dupla Riquelme-Forlán no ataque para acabar com a vantagem da equipe inglesa.

O time espanhol também tem dificuldades na defesa. O boliviano Peña é dúvida e o jovem César Arzo pode ser escalado mais uma vez.

O Villarreal tem a tarefa, em seu pequeno estádio, o Madrigal, de fazer o que não acontece desde a segunda rodada da fase de grupos da Liga, quando o sueco Markus Rosenberg, do Ajax, marcou o último gol sofrido pelo Arsenal na competição européia.

Os técnicos também opinaram sobre a partida e os adversários.

"Henry? É um ótimo jogador", reconheceu Pellegrini. "Temos que impedir o Arsenal de fazer gols e atacar", acrescentou.

Wenger alertou que os "gunners" não contentarão com a defesa. "Vamos tentar jogar em grande ritmo e penso que vão tentar acompanhar. Por isso o jogo deve ser mais emocionante no segundo tempo".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h50

    -0,84
    3,154
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h58

    0,34
    70.251,86
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host