UOL Notícias Notícias
 

26/04/2006 - 18h55

Vários opositores detidos na Bielo-Rússia em manifestação sobre Chernobyl

MINSK, 26 abr (AFP) - Um líder da oposição bielo-russa e três estudantes ucranianos foram detidos e um outro estava desaparecido nesta quarta-feira após manifestação em Minsk no aniversário dos 20 anos da tragédia nuclear de Chernobyl.

O líder da Frente Popular Bielo-Russa, Vintsuk Vyachorka, "foi detido na minha frente. Não sabemos para onde o levaram", declarou um membro deste partido à AFP.

O mesmo acontece com o líder do Partido Cívico Unido, Anatoly Lebedko, que está desaparecido, informou outro membro de seu movimento.

Três estudantes ucranianos foram detidos na capital da Bielo-Rússia durante a manifestação desta quarta-feira, declararam várias testemunhas e uma organização de observadores.

Outros oito opositores foram detidos, segundo o líder da oposição bielo-russa, Alexander Milinkevitch.

Cerca de 6.000 pessoas organizaram um protesto contra o presidente bielo-russo, Alexander Lukashenko, e sua gestão depois da explosão do reator número 4 da central nuclear de Chernobyl, em 26 de abril de 1986, que contaminou grande parte da Bielo-Rússia, além da Ucrânia e parte da Rússia.

A fronteira bielo-russa fica a menos de 40 km de Chernobyl, e cerca de um quarto de seu território foi contaminado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host