UOL Notícias Notícias
 

03/05/2006 - 18h14

Aquecimento climático ameaça aves migratórias (estudo)

PARIS, 3 mai (AFP) - O aquecimento climático ameaça a sobrevivência de algumas aves migratórias, que chegam à Europa depois do período em que os insetos que lhes servem de alimento começam a escassear, revelou um estudo a ser publicado na edição desta quinta-feira da revista científica Nature.

Cientistas holandeses estudaram entre 1987 e 2003 a evolução das populações de Papa-moscas (Ficedula hypoleuca) negra, uma ave européia que hiberna na África subsaariana, e que se alimenta sobretudo de larva de insetos.

O aquecimento climático antecipou o período de eclosão das larvas, mas as Papa-moscas não modificaram seu período de reprodução. Assim, os filhotes não dispõem da quantidade necessária de alimentos para garantir sua sobrevivência.

Segundo o autor principal do artigo, Christiaan Both, do Instituto de Ecologia da Holanda, a população local da Papa-moscas cai em 90% quando se antecipa a eclosão das larvas, enquanto a redução destas aves se limita a 10% quando as larvas nascem no período previsto.

Os autores advertem que, com o tempo, a maioria das aves migratórias pode vir a enfrentar o mesmo tipo de dificuldades.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host