UOL Notícias Notícias
 

04/05/2006 - 10h00

Homem de Neandertal descoberto há 150 anos é exposto na Alemanha

METTMANN, Alemanha, 4 mai (AFP) - Uma exposição dedicada a apresentar as mais recentes pesquisas sobre o Homem de Neandertal foi inaugurada nesta quinta-feira em Mettmann (oeste), perto do vale onde foram descobertos há 150 anos os restos fósseis deste ancestral da humanidade.

"Não é exata a imagem de superioridade cultural do homem moderno diante do homem de Neandertal, cujo corpo foi enterrado por seus congêneres no vale de Neander (perto de Duesseldorf, oeste) há 42.000 anos", afirmou o professor Gerd-Christian Weniger, diretor do Museu Neanderthal, de Mettmann.

A mostra tenta documentar com precisão científica a rotina do homem de Neandertal, que "soube superar com grande maestria a vida extremamente penosa da Era do Gelo e que habitou a Europa durante 250.000 anos", um período cinco vezes superior ao do homem atual.

Restos do Homem de Neandertal, que muitos cientistas consideram uma linha marginal extinta da humanidade, também foram achados ao leste da Europa, em territórios das antigas repúblicas soviéticas e no Oriente Médio.

Com base nos dados recolhidos pelos cientistas na Europa e Oriente Médio durante estes 150 anos, desde a descoberta dos restos, o Museu de Mettmann reconstruiu uma réplica exata de um Homem de Neandertal.

A figura de grande realismo exibida na exposição mostra um homem de cerca de 1,60 metro de estatura (podia chegar até 1,78 metro), coberto de peles de animais, com uma lança na mão e dando boas-vindas sorridente aos visitantes.

O Neandertaler podia exibir com grande orgulho os dentes, pois nenhum indício de cárie foi encontrado nela.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host