UOL Notícias Notícias
 

27/07/2006 - 16h30

Bar de Quebec é multado por se negar a atender clientes negros

MONTREAL, Canadá, 27 Jul (AFP) - Um bar canadense da região de Montreal terá que pagar uma indenização de 22 mil dólares a dois clientes negros, aos quais o estabelecimento se negou a servir, informou nesta quinta-feira a Comissão de Direitos Humanos de Quebec.

O demandante Seydou Diallo declarou à emissora pública CBC ter ficado satisfeito com a decisão.

"É um lembrete (aos comerciantes) de que o racismo pode lhes custar muito caro", disse por sua vez Fo Niemi, encarregado de um grupo de defesa dos direitos das minorias.

O incidente com Diallo ocorreu em 2003. Na época, ele e um amigo, Mamadou El Bachir Gologo, saíram para tomar um drinque em um bar de Longueuil, subúrbio de Montreal, mas os empregados do local se negaram a atendê-los.

"O gerente nos disse que não podia nos atender, afirmando: 'É nossa norma. Sem negros'", contou Diallo.

O funcionário explicou que membros de gangues negras haviam causado problemas em seu estabelecimento, justificando assim a decisão de rejeitar clientes de cor.

Diallo decidiu, então, voltar ao estabelecimento com um amigo jornalista, que registrou a conversa.

A Comissão de Direitos Humanos de Quebec deu ao bar até 4 de agosto para se ajustar às suas recomendações. Do contrário, levará a causa ao Tribunal de Direitos Humanos, informou uma porta-voz à AFP.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host