UOL Notícias Notícias
 

02/12/2006 - 16h56

CNE garante eleições pacíficas na Venezuela

CARACAS, 2 dez (AFP) - O reitor do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) da Venezuela, Vicente Díaz, garantiu que as eleições presidenciais de domingo transcorrerão pacificamente e afirmou que o processo está plenamente supervisionado e controlado.

Díaz, um dos cinco principais reitores do CNE, pediu aos venezuelanos que "votem sem medo, porque o sigilo do voto está absolutamente garantido", em alusão aos temores de que o uso de uma máquina de identificação de impressões digitais na votação pudesse revelar o voto dos eleitores.

Ele informou que 99% das mais de 33.000 mesas eleitorais já foram instaladas e expressou o desejo de que a votação possa acabar pontualmente às 16H00 locais (18H00 de Brasília).

As declarações de Díaz coincidem com uma avaliação de uma delegação de observação do Mercosul, que destacou a tranqüilidade do processo eleitoral.

"O processo se desenvolveu sem atos de violência e de maneira pacífica", disse um de seus membros, o argentino Carlos Alvarez.

"Isto transmite um clima de absoluta democracia e absoluta tranqüilidade. A chave em um processo eleitoral é que as pessoas possam votar pacificamente e que não exista nenhum ato de violência ou agressão", disse Alvarez, depois de uma reunião neste sábado com o vice-presidente venezuelano José Vicente Rangel.

A delegação do Mercosul deve enviar um relatório aos cinco presidentes de seus países membros: Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host