UOL Notícias Notícias
 

18/12/2006 - 17h13

Ex-chefe de governo italiano Berlusconi foi operado com sucesso nos EUA

ROMA, 18 dez (AFP) - O ex-chefe de governo italiano Silvio Berlusconi, de 70 anos, que desmaiou há três semanas durante um comício, foi submetido "com sucesso" a uma intervenção cirúrgica nos Estados Unidos, informou nesta segunda-feira a agência Ansa, citando a deputada Isabella Bertolini, do "Forza Italia", partido fundado por Berlusconi.

O presidente do Conselho italiano, Romano Prodi, declarou-se "tranqüilizado ao saber" que a cirurgia a que se submeteu o adversário terminou bem.

"Estou verdadeiramente feliz por poder dirigir meus votos de rápido restabelecimento a ele", acrescentou Prodi, afirmando desejar rever Berlusconi "o mais rapidamente possível na Itália".

Um comunicado divulgado pela "Forza Italia" confirma que o ex-chefe de governo foi submetido a uma "intervenção cirúrgica no coração" no "Heart Center of Cleveland", uma clínica especializada de Cleveland (Estados Unidos), às 16H30 horas (15H30 GMT e 13H30 no horário de Brasília). Segundo a imprensa, a cirurgia seria para a implantação de um marca-passo, mas esta informação não foi confirmada no comunicado.

"Silvio Berlusconi foi submetido a uma intervenção cirúrgica para corrigir problemas de ritmo cardíaco", sustentou o comunicado.

Há vários dias, havia rumores na imprensa sobre uma possível viagem de Berlusconi aos Estados Unidos. No domingo, durante uma manifestação da Liga Norte em Milão (norte), em protesto contra o projeto orçamentário do Governo, seu líder, Umberto Bossi, pediu para os manifestantes aplaudirem Berlusconi, "que decidiu se operar nos Estados Unidos".

Berlusconi foi vítima no dia 26 de novembro de um mal-estar em pleno comício político, passando em seguida três dias no hospital.

Os médicos italianos criticaram o ex-chefe de Governo por não recorrer aos especialistas locais.

"Na Itália todos querem me operar, mas temo que seja apenas pelo nome, para acrescentar um paciente ilustre à história do hospital", havia dito Berlusconi na sexta-feira ao jornal Il Corriere della Sera.

Toda a classe política italiana, tanto de esquerda quanto de direita, enviou mensagens de rápida recuperação nesta segunda-feira ao célebre líder político, que até o último momento se negou a dizer onde e quanto ia se submeter à operação.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host