UOL Notícias Notícias
 

09/01/2007 - 16h12

Irã não quer ser "obrigado" a reduzir sua cooperação com a AIEA

TEERÃ, 9 jan (AFP) - O principal negociador do programa nuclear iraniano, Ali Larijani, declarou nesta terça-feira que espera que seu país não seja "obrigado" a reduzir sua cooperação com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), segundo a agência Isna.

"Esperamos que (as grandes potências) não façam nada para que o Irã reduza sua cooperação com a AIEA", declarou, citado pela agência.

"Enquanto não formos obrigados, não o faremos. Pensamos que o Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP) é útil", acrescentou Larijani.

O Conselho de Segurança da ONU adotou em dezembro de 2006 uma resolução que impõe sanções aos programas nuclear e balístico iranianos diante da negativa de Teerã de suspender suas atividades de enriquecimento de urânio.

A República Islâmica continua afirmando que essas atividades têm um objetivo exclusivamente civil, enquanto que o Ocidente suspeita que tenham fins militares.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host