UOL Notícias Notícias
 

26/01/2007 - 10h24

Membros da Otan intensificarão esforços militares e civis no Afeganistão

BRUXELAS, 26 jan (AFP) - Os chanceleres dos países membros da Otan se comprometeram nesta sexta-feira, em Bruxelas, a aumentar os esforços para reforçar a missão da Aliança Atlântica no Afeganistão, após um anúncio neste sentido dos Estados Unidos, informou o porta-voz da organização.

"Os aliados vão aumentar os esforços económicos, militares e civis, o que acrescenta as ofertas de financiamento e de mais forças no terreno", disse à imprensa o porta-voz James Appathurai.

Os membros da Otan saudaram a oferta dos Estados Unidos de 10,6 bilhões de dólares para os próximos dois anos, mais o compromisso de manter no Afeganistão durante quatro meses 3.000 oficiais já presentes no país.

"Muitos aliados, não posso especificar, discutiram aumentos que estão planejando para este ano", acrescentou Appathurai.

A Otan lidera no Afeganistão a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), composta por 33.000 soldados de 37 países e cujo objetivo é ajudar o frágil governo central do presidente Hamid Karzai.

Porém, a missão da Isaf enfrenta um forte desafio da milícia talibã, expulsa do poder no final de 2001 por uma coalizão liderada pelos Estados Unidos, mas cada vez mais presente no sul e leste do país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host