UOL Notícias Notícias
 

29/01/2007 - 18h36

Cientistas decodificam gene que atua em 40% dos cânceres de mama

MONTREAL, Canadá, 29 jan (AFP) - Cientistas da Universidade McGill, de Montreal, conseguiram decodificar um gene presente em aproximadamente 40% dos cânceres de mama, uma descoberta "animadora", que traz esperanças de tratamento para esta doença.

Uma equipe do centro de pesquisas sobre o câncer da Universidade McGill, dirigido por Michel Tremblay, conseguiu "compreender o papel que um gene específico desempenha na propagação do câncer de mama em duas a cada cinco mulheres afetadas pela doença", informou a universidade, em um comunicado divulgado nesta segunda-feira.

Freando a atividade deste gene em ratos "predispostos" ao câncer, os cientistas retardaram o aparecimento de tumores cancerosos, inclusive impedindo sua formação em alguns casos.

O gene identificado, chamado de PTP1b, já era conhecido por sua atuação no diabetes e na obesidade.

"Neste novo estudo, descobrimos que o potencial do PTP1b para modular o metabolismo também é crucial na proliferação dos tumores cancerosos", afirmou o diretor do Centro de Pesquisas sobre o Câncer de McGill, Michel Tremblay.

Os resultados foram publicados na revista Nature Genetics.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host