UOL Notícias Notícias
 

30/01/2007 - 17h39

Nova York sofre "epidemia de diabetes", com 12,5% dos adultos afetados

NOVA YORK, 30 jan (AFP) - Aproximadamente 12,5% dos nova-iorquinos sofrem de diabetes, uma taxa duas vezes mais elevada que 10 anos atrás, e um terço deles desconhecem o problema, advertiu nesta terça-feira o serviço sanitário da cidade.

Setecentas mil pessoas são afetadas pela doença e mais de 200.000 desconhecem o problema, avaliaram as autoridades com base em projeções, falando de uma "epidemia crescente". Deste total, mais de 100.000 têm "um alto risco de (desenvolver) complicações graves", como problemas cardíacos, cegueira ou amputações, devido a uma diabetes mal controlada.

Em grande parte, na origem do fenômeno está o sempre crescente problema da obesidade.

"Em Nova York, a saúde melhora segundo a maioria dos critérios, mas as epidemias de obesidade e diabetes acumuladas se agravam a cada ano", constatou o médico Thomas Frieden, chefe do serviço de saúde da cidade, lembrando que a doença pode ser controlada com a ajuda de um estilo de vida saudável e medicamentos.

Mais de 2.000 nova-iorquinos selecionados ao acaso participaram do estudo, baseado em entrevistas individuais e exames médicos. Até agora, os estudos consistiam de simples entrevistas por telefone.

Em todo o país, estima-se que 10,3% dos americanos sofram de diabetes, um percentual que inclui o cálculo da quantidade de pessoas não diagnosticadas com a doença.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host