UOL Notícias Notícias
 

31/01/2007 - 15h43

Mulheres que vivem em áreas poluídas correm mais riscos de doenças

WASHINGTON, 31 Jan (AFP) - Mulheres saudáveis que vivem em lugares onde o ar está poluído correm mais riscos de desenvolver doenças cardiovasculares e vir a falecer em decorrência disso, segundo um estudo divulgado nesta quarta-feira nos Estados Unidos.

Esta pesquisa, uma das mais extensas sobre o tema, incluiu cerca de 65.000 mulheres de 50 a 79 anos, que viviam em 36 centros urbanos nos Estados Unidos, conforme afirmaram os investigadores da Universidade de Washington. O trabalho será publicado no New England Journal of Medicine (NEJM) de 1º de fevereiro.

"Os resultados do nosso estudo mostraram que a cidade e o lugar da cidade onde viveu a mulher afeta o grau de exposição à poluição e, assim, o risco que elas sofrem de desenvolverem problemas cardiovasculares", explicou Kristin Miller, epidemiologista e responsável pela pesquisa.

Estudos anteriores já tinham mostrado vínculos entre a poluição atmosférica e as doenças cardiovasculares, mas esta pesquisa é a primeira a estudar especificamente o aparecimento destas enfermidades em pessoas que eram sadias e estabelecer a relação disso ao nível de partículas contaminantes no meio ambiente.

Os pesquisadores acompanharam as mulheres selecionadas durante um período de até nove anos para verificar qual delas seriam vítimas de um ataque cardíaco ou cerebral, sofreriam uma ponte de safena ou morreriam de doença cardiovascular.

A pesquisa estabeleceu relações entre os dados médicos coletados e os níveis médios de poluição do ar perto do lugar onde viviam as mulheres.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host