UOL Notícias Notícias
 

01/02/2007 - 18h47

Impotência sexual está fortemente vinculada à falta de atividade física

WASHINGTON, 1º fev (AFP) - A impotência sexual está fortemente vinculada à falta de atividade física, bem como à idade, às doenças cardiovasculares e a diabetes, de acordo com um estudo publicado nesta quinta-feira nos Estados Unidos.

Os homens afetados pela impotência não tiveram atividade física intensa no mês anterior ao estudo, revelaram cientistas da Escola de Medicina John Hopkins, em Baltimore (Maryland, leste).

Quase a metade dos homens com impotência sexual é diabética e mais de 90% têm pelo menos um fator de risco de doenças cardiovasculares. Trata-se, além da diabetes, da hipertensão arterial, do elevado índice de colesterol e do tabagismo, afirmaram os autores deste estudo publicado na edição desta quinta-feira da revista American Journal of Medicine.

"Os médicos devem estar muito atentos aos problemas de impotência de seus pacientes de meia-idade e idosos, sobretudo entre os que sofrem de diabetes e hipertensão", ressaltou a doutora Elizabeth Selvin, principal autora da pesquisa.

"Solucionar seu problema de impotência sexual pode ser uma motivação muito forte para os homens, que deveria ser utilizada pelos médicos para estimulá-los a adotar uma alimentação e um estilo de vida mais saudáveis que reduzam os riscos de diabetes e de problemas cardiovasculares", explicou.

Os cientistas analisaram as estatísticas de uma pesquisa nacional sobre saúde e nutrição, realizada com 2.126 homens.

Mais de 18 milhões de americanos sofrem de impotência em diferentes graus.

A proporção de homens sexualmente impotentes nos Estados Unidos com pelo menos 20 anos é de 18%.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host