UOL Notícias Notícias
 

15/02/2007 - 19h23

Descobertos enormes lagos subglaciais essenciais para estabilidade do pólo

antártico SAN FRANCISCO, EUA, 15 fev (AFP) - Cientistas descobriram um vasto e dinâmico sistema de lagos subglaciais que podem desempenhar um papel-chave na estabilidade do pólo antártico e no derretimento de suas geleiras, de acordo com um estudo publicado nesta quinta-feira nos Estados Unidos.

A pesquisa mostrou, pela primeira vez, que a água sob o gelo da Antártica fica armazenado em um sistema de represas ligadas entre si e das quais pode sair ou entrar rapidamente, explicam glaciologistas em trabalhos publicados na edição desta quinta-feira da revista Science.

Estes movimentos podem desempenhar um importante papel para determinar o ritmo, no qual os gelos antárticos se desprendem do continente, afirmou Helen Fricker, glaciologista do Instituto Scripps Oceanography, da Universidade da Califórnia-San Diego.

"Não tínhamos nos dado conta de que a água sob o gelo antártico se deslocava em volumes tão grandes e tão rapidamente", acrescentou. "Pensávamos que estas mudanças ocorriam em vários anos ou décadas, mas as observações por satélite indicam que ocorrem em alguns meses", concluiu.

Em um período de estudo de 2003 a 2006, os pesquisadores observaram que um lago subglacial de 10 x 30 km verteu 2 km cúbicos de água para o oceano sob a geleira de Ross, a maior da Antártica e de superfície igual à da França.

Esta descoberta alimentará o debate sobre a estabilidade do pólo antártico e seu possível afundamento, que pode aumentar o nível dos oceanos no mundo por causa do aquecimento global.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h03

    -0,66
    75.503,63
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host