UOL Notícias Notícias
 

19/02/2007 - 17h59

Descoberta rara estátua faraônica de mais de 4.000 anos

=(FOTOS)= CAIRO, 19 fev (AFP) - Missão arqueológica australiana descobriu uma rara estátua faraônica que remonta a mais de 4.000 amos, anunciou nesta segunda-feira o Conselho Superior de Antigüidades Egípcias (CSAE).

Trata-se de uma dupla estátua de madeira que representa Ka Hai, o escriba dos registros sagrados, e sua mulher, declarou o presidente do CSAE, Zahi Hawwas.

A estátua, que faz parte de um lote de cinco, foi encontrada num túmulo de terra cota, procedente do final da V Dinastia (2508-2350 antes de Cristo) e do início da VI (2350-2200), precisou Hawwas.

O túmulo foi descoberto no norte da pirâmide de Teti, na necrópolis de Sakkara, sudoeste do Cairo, acrescentou.

"É a primeira vez que se descobre uma estátua dupla de madeira, algo muito raro", afirmou por sua vez o diretor do departamento de antigüidades faraônicas do CSAE, Sabri Abdel Aziz.

"Esta raridade deve-se ao fato de estar talhada na madeira, invés da pedra, como era costume na época", acrescentou o arqueólogo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,22
    3,142
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,67
    70.477,63
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host