UOL Notícias Notícias
 

25/02/2007 - 18h01

Malásia lança o menor microchip do mundo com radiotecnologia

=(FOTOS)= KUALA LUMPUR, 25 fev (AFP) - O governo da Malásia apresentou neste fim de semana o que anunciou ser o menor microchip do mundo com radiotecnologia a fim de se situar entre os primeiros países produtores do setor no mercado internacional.

O novo microchip malaio é fruto de mais de dois anos de pesquisa e desenvolvimento e, em sua versão mais diminuta, mede 0,7 por 0,7 milímetros, de acordo com as informações oficiais.

O chip foi fabricado em três versões diferentes, com um custo de seis centavos de dólar por unidade, depois que o governo malaio comprou, em 2003, a tecnologia e os direitos para desenhar, fabricar e comercializar o chip da companhia japonesa FEC Inc.

Em sua apresentação, o primeiro-ministro Abdulah Ahmad Badawi destacou que o chip servirá para incrementar a presença da Malásia no mercado tecnológico.

Este diminuto microchip emite ondas de rádio em múltiplas freqüências, o que permite que faça detecções quando incrustado em cédulas de dinheiro, objetos e animais.

A primeira aplicação comercial na Malásia para codificar e identificar as versões originais de películas em filmes e DVD como parte de uma política para lutar contra o contrabando em um país com uma pirataria em alta.

O chefe executivo da agência do governo encarregada do desenvolvimento da tecnologia, Ahmed Tasir Lope Pihie, manifestou neste domingo à AFP que outros países estão interessados no novo microchip.

Dessa forma, antecipou que os aeroportos internacionais da Malásia e de Hong Kong colocarão em andamento um projeto piloto em abril ou maio para etiquetar a bagagem que for transferida de um lugar para outro.

O chip ajudaria a evitar atrasos porque, através dele, seria possível localizar com mais rapidez a bagagem perdida ou abandonada.

O ministro do Interior, Radzi Sheij Ahmad, disse, por sua parte, que o microchip custou entre 50 e 60 milhões de dólares, e que seu país o utilizará para lutar contra falsificações de documentos como passaportes e certidões de nascimento.

O chip é atualmente fabricado no Japão, mas o ministro antecipou que está sendo estudado transladar o local de produção para a Malásia.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host