UOL Notícias Notícias
 

19/03/2007 - 21h44

Estudo conclui que artérias de ex-fumantes recuperam flexibilidade após dez anos

WASHINGTON, 19 mar (AFP) - Os ex-fumantes parecem recuperar a flexibilidade normal de suas artérias cerca de dez anos após largar o cigarro, revela um estudo publicado nesta segunda-feira no Journal of the American Heart Association.

A pesquisa, realizada com 554 pessoas com média de idade de 47 anos, dividiu os analisados em três categorias: fumantes (150), ex-fumantes (136) e os que nunca fumaram (268).

"Também classificamos os ex-fumantes em função do tempo que passou desde que abandonaram o cigarro: menos de 12 meses, entre um ano e 10 anos e mais de 10 anos", assinalou Noor Ahmed Jatoi, pesquisador do Saint-James Hospital, da Universidade de Dublin.

Os pesquisadores utilizaram uma tecnologia que emprega ondas para avaliar o grau de rigidez arterial e constataram que as pessoas que fumam ou deixaram de fumar há menos de um ano têm artérias muito mais rígidas que as dos não-fumantes.

Entre os ex-fumantes, a melhoria do grau de flexibilidade das artérias está diretamente ligada ao tempo de abstenção.

Os pesquisadores notaram certa melhoria progressiva a partir de um ano sem fumar e o retorno aos níveis normais de flexibilidade das artérias após 10 anos de abstenção.

"Os resultados deste estudo confirmam que deixar de fumar é um passo importante para melhorar o estado de saúde e prolongar a vida", assinalam os autores da pesquisa. "O fumo constitui um risco importante, não apenas no que se refere ao câncer de pulmão, mas também a ataques cardíacos e cerebrais", destacou Noor Ahmed Jatoi.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h00

    0,00
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h10

    -0,03
    75.968,88
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host