UOL Notícias Notícias
 

24/03/2007 - 17h24

Para os EUA as sanções da ONU são uma reprimenda internacional ao Irã

WASHINGTON, 24 Mar 2007 (AFP) - Os Estados Unidos descreberam neste sábado as novas sanções impostas pela ONU ao Irã como uma reprimenda internacional contra a república islâmica que deixará Teerã mais isolado do que nunca.

O subsecretário de Estado americano Nicholas Burns disse aos jornalistas que a resolução do Conselho de Segurança da ONU adotada neste sábado impondo novas sanções econômicas e comerciais ao Irã são uma "reprimenda internacional que deixarão o Irã mais isolados do que nunca".

Os 15 membros do Conselho votaram favoravelmente pela adoção do projeto de resolução apresentado oficialmente pela França, Alemanha e Grã-Bretanha e negociado principalmente com os Estados Unidos, China e Rússia.

Os dois países muçulmanos do Conselho, Indonésia e Qatar, se somaram ao consenso sem deixar de expressar certas reservas.

As novas sanções são a resposta do Conselho à negativa do Irã de abandonar suas atividades nucleares, concretamente o enriquecimento e recuperação de urânio, tal como exigia uma resolução anterior, adotada em 23 de dezembro.

Desde então, segundo a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Teerã não apenas ignorou a resolução, como acelerou seu programa.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host