UOL Notícias Notícias
 

27/03/2007 - 13h46

Químicos americanos criam pizza diet com antioxidantes

NOVA ORLEANS, EUA, 27 mar (AFP) - Químicos americanos criaram uma pizza dietética experimental que incorpora naturalmente à massa antioxidantes, segundo um estudo divulgado nesta segunda-feira.

As pizzas cozidas por mais tempo e a temperatura mais alta têm mais sabor, algo sabido pelos pizzaiolos, afirmam os cientistas da Universidade de Maryland (leste).

Este cozimento mais intenso também pode intensificar a quantidade de antioxidantes na massa, sobretudo naquelas feitas a partir de farinha de trigo integral, informaram. Uma fermentação mais longa desta massa também produz mais antioxidantes, substância antiinflamatória que parece reduzir os riscos de câncer e de doenças cardiovasculares.

"Concentramos nossos esforços na pizza porque é o prato a base de trigo mais popular dos Estados Unidos", explicou Jeffrey Moore, co-autor do trabalho, admitindo que o mecanismo exato que permite obter estes resultados ainda não foi completamente estabelecido.

"Tornar mais saudáveis os alimentos populares, recorrendo à química pode ter um impacto enorme na saúde pública", acrescentou.

A taxa de antioxidantes aumenta em 60% durante os cozimentos mais longos e até em 82% com temperaturas mais altas, segundo a variedade da farinha de trigo utilizada, afirmou.

Este estudo faz parte de um programa de pesquisa que busca desenvolver novas técnicas para aumentar naturalmente a quantidade de antioxidantes nos alimentos com base em cereais.

A pesquisa não foi financiada pelos fabricantes de pizza, insistiu o cientista, mas pelo Departamento de Agricultura americano.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host