UOL Notícias Notícias
 

16/04/2007 - 11h57

Corpo de peregrino medieval encontrado na Alemanha foi mumificado no Egito

BERLIM, 16 abr (AFP) - O corpo de um peregrino da Idade Média encontrado em um cemitério de Iena, na Turíngia (centro-leste da Alemanha), foi mumificado segundo as técnicas do antigo Egito, reveleram arqueólogos alemães depois de vários anos de análises.

O esqueleto foi encontrado em 2002 por uma equipe de arqueólogos durante pesquisas de túmulos que datavam do período medieval, perto da igreja de São Miguel, em Iena.

Junto a outros 78 restos, o crânio atraiu a atenção dos especialistas devido a uma substância negra que se encontrava perto das cavidades do nariz e do olho esquerdo.

Depois de três anos de análises, os especialistas constataram que a substância em questão era betume.

"Esta técnica de embalsamamento é típica do antigo Egito", explicou à AFP Sandra Bock, antropóloga do Instituto de Arqueologia e de Conservação de Monumentos da Turíngia.

"Consiste em introduzir betume no crânio através dos orifícios nasais, depois de ter retirado o cérebro e as meninges", acrescentou.

Outro enigma que intrigou os pesquisadores é o fato de que uma pessoa falecida no século XIII e mumificada tenha sido enterrada em Iena.

Como as análises supõem que se tratava de um habitante da Turíngia, os especialistas acreditam que tenha morrido no Oriente, precisamente no Egito, onde a prática de embalsamamento era aplicada. O homem poderia ter morrido durante uma peregrinação e teve o corpo mumificado para ser levado para sua terra natal, segundo as hipóteses levantadas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host