UOL Notícias Notícias
 

26/04/2007 - 17h25

Rússia confirma à OTAN a suspensão do tratado que pôs fim à guerra fria

OSLO, 26 Abr 2007 (AFP) - O ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, confirmou nesta quinta-feira aos representantes dos 26 países da OTAN que a Rússia suspendia a aplicação do tratado sobre as Forças Convencionais na Europa (FCE), podendo mesmo se retirar, anunciou o secretário-geral da Aliança Atlântica, Jaap de Hoop Scheffer.

"Conversamos sobre as conseqüêencias do discurso feito pelo presidente Vladimir Putin e Serguei Lavrov confirmou a decisão - ele usou a palavra +moratória+- do tratado FCE adaptado", declarou M. de Hoop Scheffer ao final de uma reunião dos ministros das Relações Exteriores dos 26 países da Otan com o colega russo.

"Os aliados recebem com pesar (esta decisão) porque o tratado FCE é uma das pedras fundamentais da segurança européia", acrescentou.

Por sua vez, "os aliados sempre respeitaram o texto e o espírito do tratado FCE adaptado", afirmou, em resposta às acusações russas de que o FCE foi violado pelos americanos na Bulgária e na Romênia.

Em sua mensagem à Nação, nesta quinta-feira, o presidente Vladimir Putin referiu-se a uma moratória de seu país ao FCE, sem precisar se a decisão teria efeito imediato.

"A Rússia é na realidade o único país a aplicar o tratado. Não queremos ser os únicos atores de um teatro do absurdo", afirmou Lavrov. "Estamos preocupados, naturalmente, de ver que a infra-estrutura militar da Otan se aproxima de nossas fronteiras", acrescentou, fazendo referência, principalmente, ao escudo antimíssil americano.

Lembrando que a Otan havia prometido não realizar ampliações, por ocasião da dissolução do Pacto de Varsóvia, o chefe da diplomacia russa concluiu: "Toda a ação desencadeia uma reação".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h10

    0,44
    3,143
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h14

    -0,60
    75.550,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host