UOL Notícias Notícias
 

01/05/2007 - 21h19

Adolescentes com dor de cabeça têm mais tendência suicida, diz estudo

CHICAGO (EUA), 1º mai 2007 (AFP) - Os adolescentes que sofrem de dor de cabeça crônica ou enxaqueca têm mais risco de apresentar problemas psiquiátricos e desenvolver tendências suicidas, de acordo com uma pesquisa realizada em Taiwan e publicada no periódico americano "Neurology", datado de 1º de maio.

Segundo os pesquisadores taiuaneses, quase metade dos adolescentes com dores de cabeça cotidianas tem pelo menos um problema psiquiátricos, 21% deles apresentando depressão grave e 19%, com crises de pânico.

"Estes números são bem superiores aos relatados em uma população de adolescentes da mesma idade em Taiwan sem dor de cabeça", informou o autor do estudo, Shuu-Jiun Wang.

Aqueles que sofrem com enxaqueca têm 3,5 vezes mais riscos de desenvolver problemas psiquiátricos. Já os adolescentes que têm enxaqueca precedida de uma sensação de calor apresentam seis vezes mais riscos de atentar contra a própria vida, do que os que não têm esta forma aguda de dor de cabeça.

O denominador comum entre enxaqueca, depressão e tendência suicida é o nível de serotonina no cérebro. Por enquanto, porém, os cientistas não conseguiram explicar a maneira como estes problemas se conectam.

Os especialistas alertam que pais e médicos devem acompanhar com atenção os jovens que têm dor de cabeça.

O estudo foi realizado com 7.900 adolescentes, com idades entre 12 e 14 anos. Deste total, 121 foram diagnosticados como tendo dor de cabeça crônica, ou seja, com no mínimo duas horas de duração, pelo menos 15 dias por mês, por mais de três meses.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h09

    0,26
    3,288
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h15

    -0,72
    62.799,99
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host