UOL Notícias Notícias
 

03/05/2007 - 18h58

Núcleo derretido de Mercúrio faz planeta girar como um ovo quente

CHICAGO, 3 mai (AFP) - Um núcleo fundido pode fazer Mercúrio girar em sua própria órbita da mesma forma que um ovo quente, segundo um estudo publicado na edição on-line da revista científica Science.

Há tempos, os cientistas pensavam que Mercúrio tivesse um núcleo sólido de ferro, que se congelou à medida que o planeta se resfriou, depois de sua formação, bilhões de anos atrás.

Pesquisadores da Nasa e da Universidade de Cornell usaram os mesmos truques empregados por chefs de cozinha para ver se um ovo está cru ou cozido para demonstrar que o planeta mais próximo do sol ainda é mole em seu interior.

Segundo eles, assim como um ovo gira de forma diferente quando cozido, o mesmo deveria ocorrer com planetas sólidos.

Mas Mercúrio demonstrou fazer pequenas oscilações durante a sua órbita em volta do sol, correspondentes ao dobro do que se esperaria de um corpo completamente sólido.

Estas oscilações - ou librações em longitude - se explicam pelo fato de que núcleos fundidos não são forçados a girar juntamente com a casca. Elas ocorrem à medida que a força de atração gravitacional do sol afeta a forma suavemente assimétrica do planeta.

Para manter o núcleo fundido por um tempo tão longo após o resfriamento do planeta, ele deve conter outros elementos, além de ferro, argumentaram os cientistas.

Assim, é provável que o núcleo contenha um elemento mais leve, como enxofre, que reduziria sua temperatura de derretimento.

A presença de enxofre também apoiaria a teoria de que elementos tanto próximos quanto distantes do sol participaram da formação de Mercúrio.

Os cientistas mediram as oscilações na rotação de Mercúrio enviando um poderoso sinal de radar ao planeta e recuperando o seu eco através de dois telescópios situados cerca de dois mil quilômetros um do outro.

Eles conseguiram calcular a taxa de rotação medindo quanto tempo um padrão particular levou para chegar aos dois pontos.

Já que a Terra e Mercúrio só se colocam no alinhamento necessário por períodos de 20 segundos por vez, as 21 medições tiveram que ser cuidadosamente cronometradas.

Mais informações sobre Mercúrio devem ser captadas quando a nave Messenger da Nasa fizer seu primeiro sobrevôo no planeta, em 2008, antes de começar a orbitá-lo, em 2011.

"Esperamos que a Messenger responda às questões que não pudemos responder do solo", disse o principal autor do estudo, Jean-Luc Margot, professor de astronomia da Universidade de Cornell.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h50

    0,00
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h51

    -0,12
    75.902,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host