UOL Notícias Notícias
 

08/05/2007 - 09h43

Cada vez mais cocaína chega à Europa proveniente da Venezuela, diz czar

antidrogas dos EUA BRUXELAS, 8 mai (AFP) - Mais cocaína está chegando à Europa da América do Sul, em particular da Venezuela, muitas vezes através da África, advertiu nesta terça-feira o czar antidrogas americano, que pediu aos países europeus que intercedam ante Caracas para fortalecer a luta contra o tráfico.

"Existe um crescente problema de cocaína que chega à Europa vinda da América do Sul", disse o diretor do departamento americano de combate às drogas John Walters jornalistas em Bruxelas. A quantidade de cocaína que chega à Europa "está aumentando", acrescentou.

"Há cinco ou 10 anos não víamos aviões ou barcos chegando à África para levar cocaína à Europa. Isso acontece hoje em dia", disse Walters, que conversou em Bruxelas com funcionários da União Européia e da Otan sobre questões relativas ao comércio de drogas ilícitas.

A Espanha é o principal porto de entrada europeu da cocaína sul-americana, mas grandes quantidades da droga também chegam inicialmente a Portugal e depois são transferidas para outras partes do continente.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host