UOL Notícias Notícias
 

22/05/2007 - 18h00

Homens são mais propensos à depressão do que as mulheres após a separação

MONTREAL, Canadá, 22 Mai (AFP) - Os homens são mais suscetíveis do que as mulheres a caírem em depressão depois de uma separação, revelou nesta terça-feira um estudo do instituto canadense de estatísticas.

A pesquisa, feita sobre uma base de dados tirada de uma consulta sobre a saúde da população, mostra que homens e mulheres que viveram um rompimento têm mais chances que o restante da população de sofrer um episódio de depressão nos dois anos seguintes.

Mas os homens correm um risco muito maior que suas companheiras.

Os homens de 20 a 64 anos que se divorciam ou se separam têm seis vezes mais chances de sofrerem um episódio de depressão do que aqueles que vivem em casal. As mulheres que viveram uma ruptura, ao contrário, são 3,5 vezes mais suscetíveis a sofrer depressão do que as que vivem com o parceiro.

A pesquisa nacional sobre a saúde da população, iniciada em 1994-95, recolhe dados a cada dois anos.

Desde então, em média pouco mais de 4% das pessoas de 20 a 64 anos consultadas não viviam mais com seus parceiros quando entrevistadas dois anos depois.

Segundo o estudo, 12% das pessoas que viveram um rompimento disseram que sofreram depressão contra 3% daquelas que continuavam vivendo em casal.

A maioria das pessoas que sofreu de depressão disse, no entanto, não estar mais deprimida quatro anos depois do rompimento.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host