UOL Notícias Notícias
 

24/05/2007 - 15h19

Japão propõe redução de 50% nas emissões de gases do efeito estufa até 2050

=(FOTOS)= TÓQUIO, 24 mai (AFP) - O Japão propôs nesta quinta-feira a redução pela metade das emissões de gases do efeito estufa para antes de 2050 no mundo, com o objetivo de combater o aquecimento global e assegurar um sucessor do protocolo de Kyoto, que expira em 2012.

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, apresentou a proposta, batizada de "Cool Earth 50", durante um fórum de países asiáticos realizado em Tóquio, antes de levá-la à cúpula do G8 que será realizada de 6 a 8 de junho em Heiligendamm (Alemanha).

"Chegou a hora de agir. Se não, como poderemos cumprir nossas responsabilidades para com as futuras gerações?", indagou Abe, ressaltando que as provas do aquecimento global são irrefutáveis.

"O Japão exortará fortemente todos os países do mundo a alcançar um amplo consenso em torno de um objetivo a longo prazo de reduzir pela metade as emissões até 2050 e as maneiras de atingi-lo", prosseguiu Abe.

O protocolo de Kyoto, que entrou em vigor em 2005, prevê uma redução dos gases do efeito estufa, principais responsáveis pelo aquecimento climático. Mas os Estados Unidos, responsáveis pela terça parte destas emissões, além da China, se negaram a ratificá-lo.

Abe também pediu aos países desenvolvidos que ajudem economicamente as nações pobres para que adotem tecnologias menos poluentes, incluindo a energia nuclear.

Estados Unidos e Austrália se recusaram a fazer parte do acordo, argumentando ser injusto por não exigir nenhuma medida de potências emergentes como a China, país que muito em breve será o principal poluidor do planeta.

Abe destacou a importância de ver "todos os principais emissores de gás participarem" dos esforços para lutar contra as mudanças climáticas.

Em contrapartida, o primeiro-ministro mostrou-se disposto a defender um acordo "flexível e diversificado, que leve em conta a situação de cada país".

Com a "Cool Earth 50", o Japão tenta se colocar como liderança do movimento internacional contra o aquecimento global.

O governo alemão também propôs reduzir pela metade as emissões de gases do efeito estufa até 2050. A diferença entre as duas iniciativas é que a japonesa evita especificar uma data para o início do processo, com o objetivo de facilitar um amplo consenso.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h39

    0,11
    3,269
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h41

    -0,59
    63.705,27
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host