UOL Notícias Notícias
 

30/05/2007 - 15h41

A "personalidade" dos animais é a chave da evolução, diz estudo

PARIS, 30 mai (AFP) - A evolução dos animais não seria fruto de uma seleção natural espontânea, mas uma estratégia complexa na qual as "personalidades" desempenham um papel central, sugeriu um grupo de cientistas holandeses em artigo publicado na revista científica britânica Nature.

Enquanto até agora a noção de "personalidade" era considerada uma exclusividade da espécie humana, cada vez são mais os biólogos admitem que se trata, na verdade, de uma característica comum a todas as espécies, das lulas às aranhas, dos ratos aos macacos.

Nos últimos anos, os estudos demonstraram, de fato, que os animais que aparentemente são impossíveis de distinguir porque têm a mesma estatura, idade, sexo e vivem no mesmo hábitat, podem se portar de forma diferente diante das mesmas situações ou de perigo.

Um pardal, por exemplo, pode comer avidamente migalhas oferecidas pela mão humana, enquanto outro se mantém prudentemente à distância, embora sinta o mesmo desejo que o primeiro diante de semelhante iguaria.

Segundo a teoria da seleção natural, a flexibilidade das espécies é uma das melhores estratégias para a sobrevivência e a reprodução, disse Max Wolf, biólogo encarregado do estudo.

Mas "em muitas situações, é difícil entender o valor que algumas correlações têm para a evolução, como as existentes entre a audácia e a agressividade", disse Wolf à AFP.

Por este motivo, Wolf e sua equipe defendem que a personalidade dos animais representa um fator determinante para a estratégia de adaptação em vista da evolução da espécie.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h49

    0,31
    3,137
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h50

    -0,47
    75.036,82
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host