UOL Notícias Notícias
 

27/06/2007 - 10h44

Condenados 21 acusados de infectar com Aids crianças no Cazaquistão

SHYMKENT, Cazaquistão, 27 Jun (AFP) - A justiça cazaque condenou nesta quarta-feira em Shymkent (sul) 21 pessoas acusadas de ter infectado com o vírus da Aids 118 crianças e 14 mães em hospitais do país.

"Todas as crianças foram infectadas porque os médicos não cumpriram suas funções como era devido e pela falta de controles adequados no departamento regional de Saúde. Nos hospitais existia um sistema de corrupção e comércio ilegal de sangue", declarou o juiz.

As penas mais graves, de oito anos de prisão sem direito a apelação, foram emitidas contra os três diretores dos hospitais pediátricos onde aconteceram as infecções por HIV. Outros 14 acusados receberam condenações de entre nove meses a sete anos e meio de prisão.

Quatro acusados, entre eles a ex-secretária regional do ministério da Saúde Nursulu Tasmagambetova e outros dois ex-funcionários do governo, foram condenados a penas com sursis.

As vítimas, a maioria crianças de pouca idade, foram infectadas em hospitais de Shymkent ao receber transfusões de sangue ou pelo uso de materiais não esterilizados.

Os primeiros casos foram descobertos há pouco mais de um ano. Nove crianças morreram de Aids, a última delas um menino de dois anos, terça-feira.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h59

    -0,57
    3,127
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h09

    -0,47
    75.245,98
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host