UOL Notícias Notícias
 

29/06/2007 - 17h39

Incriminados os quatro suspeitos de conspirar contra o aeroporto de Nova York

NOVA YORK, 29 Jun 2007 (AFP) - Quatro suspeitos presos no início do mês nos Estados Unidos e em Trinidad e Tobago foram acusados de conspiração para tentar fazer explodir o aeroporto Kennedy de Nova York com a intenção de provocar mortes e destruição em grande escala, anunciaram autoridades judiciais.

Nesta sexta-feira, um juiz federal do Brooklin incriminou o ex-funcionário do terminal aéreo Russell Defreitas, detido em Nova York desde 1° de junho.

Defreitas deve comparecer diante do juiz em 11 de julho, acrescentou Robert Nardoza, porta-voz da promotoria do distrito leste de Nova York.

Kareem Ibrahim, oriundo de Trinidad e Tobago e os guianeses Kadir e Abdel Nur detidos atualmente em Trinidad foram acusados dos mesmos crimes, o que implica pena máxima de prisão perpétua se forem considerados culpados. Os três sofrem processo em que são pedidas suas extradições.

Segundo a ata de acusação, eles "conspiraram intencionalmente e com conhecimento para entregar, colocar e detonar ilegalmente o explosivo e outros artefatos letais" contra o aeroporto Kennedy "voltados para provocar a morte, ferimentos e extensa destruição nestas instalações".

As autoridades americanas garantem que os suspeitos estavam preparando um plano para fazer explodir a tubulação de abastecimento e depósitos de combustível que alimentam o aeroporto de Kennedy por onde transitam, por dia, 125.000 pessoas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host