UOL Notícias Notícias
 

19/07/2007 - 08h26

Pelo menos 20 paquistaneses mortos em ataque suicida contra chineses no Paquistão

QUETTA, Paquistão, 19 jul 2007 (AFP) - Pelo menos 20 paquistaneses morreram nesta quinta-feira em um atentado suicida contra um comboio de trabalhadores chineses escoltado por forças de segurança no sudoeste do Paquistão, informou a Polícia.

"Um homem explodiu a bomba que trazia consigo, matando pelo menos 20 pessoas, entre elas um policial", explicou à AFP o chefe provincial da Polícia Tariq Khosa, acrescentando que o comboio, escoltado por forças policiais e paramilitares, transportava um grupo de cinco chineses para Karachi.

O atentado, no qual também ficaram feridas 18 pessoas, ocorreu em um ponto de ônibus repleto de pessoas, na cidade de Hub, região rica em jazidas de gás do Baluchistão, cenário de uma rebelião separatista há três anos.

"Aparentemente, o alvo eram os chineses", acrescentou Khosa, informando que "os chineses estão sãos e salvos".

Segundo os primeiros dados da investigação, a bomba explodiu após a passagem de alguns veículos que transportavam os chineses, mas atingiu as viaturas dos policiais, informou à AFP uma autoridade do distrito de Hub, Ghulam Ali Lashari.

Até o momento, ao que parece, a maioria das vítimas é de civis que esperavam o ônibus.

Os chineses trabalhavam no campo de mineração de Dhudher, na região do Baluchistão.

As autoridades locais disseram em um primeiro momento que a explosão de Hub não é uma vingança pela invasão militar da Mesquita Vermelha em Islamabad na semana passada, já que os insurgentes do Baluchistão não estão ligados aos islamitas e já haviam atacado cidadãos chineses anteriormente.

No entanto, os atentados suicidas são muito raros no Baluchistão, método pouco utilizado pelas tribos separatistas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host