UOL Notícias Notícias
 

23/07/2007 - 08h47

Governo anuncia a morte do ex-rei do Afeganistão Mohammed Zaher Shahest

CABUL, 23 Jul 2007 (AFP) - O deposto rei d Afeganistão, Mohammed Zaher Shah, que reinou de 1933 a 1973, morreu em Cabul, aos 92 anos de idade, confirmou nesta segunda-feira o presidente afegão Karzai, falando aos jornalistas no palácio presidencial.

O chefe de Estado afegão anunciou também três dias de luto nacional, com a bandeira à meio-mastro.

"Serão realizadas cerimônias em sua homenagem em todo o país, na capital, nas províncias e entre os afegãos refugiados no exterior", acrescentou Karzai.

Por sua parte, o porta-voz dos talibãs, Yusuf Ahmadi, comentou a morte do ex-rei em uma ligação telefônica à AFP.

"O pai da nação era uma conhecida figura da história do Afeganistão, que gozava de grande credibilidade em seu país", afirmou Ahmadi, lamentando, no entanto, que "recentemente os americanos o tenham utilizado para seus interesses".

"Desde seu regresso ao Afeganistão até o dia de sua morte, serviu aos interesses americanos e nos últimos anos se converteu numa marionete", concluiu.

Zaher Shah, destituído por um golpe de Estado em 1973, era considerado o "pai da pátria afegão" desde seu regresso ao país, pouco depois da queda do regime talibã no final de 2001, depois de trinta anos de exílio.

Zahir Shah pôs fim a séculos de monarquia no Afeganistão ao abdicar em 1973 enquanto se encontrava de férias na Itália, depois de saber que seu ex-primeiro-ministro e também primo, Mohammad Daud, havia dado um golpe de Estado.

O ex-rei afegão voltou a seu país meses depois da queda dos talibãs no final de 2001, depois da entrada no país da coalizão encabeçada pelos Estados Unidos por causa dos atentados de 11 de setembro desse ano em solo americano.

Zaher Shah regressou com uma missão dada pela comunidade internacional: inaugurar uma Loya Jirga (assembléia tradicional) de emergência que pudesse ajudar na formação de um novo governo afegão.

O ex-monarca jamais teve função oficial. Recebeu da assembléia constitucional o título de "pai da pátria".

No último ano sua saúde se deteriorou e ele começou a usar uma cadeira de rodas.

Sua esposa, Homaira, com quem casou em 1931, morreu enquanto preparava seu regresso para o Afeganistão para se reunir com seu marido, em 2002.

O casal teve sete filhos, cinco homens e duas mulheres.

Nascido em 15 de outubro de 1914, Zaher chegou ao trono aos 19 anos, em 1033, depois do assassinato de seu pai.

Seu reinado foi marcado pela corrupção e o nepotismo, já que Zaher Shah, homem de grande cultura, mas pouco interesse pela política, deixou o governo nas mãos de colaboradores.

Seus 40 anos de reinado, no entanto, são recordados pelos súditos como um dos raros momentos de paz vividos pelo Afeganistão, que lhe deram visibilidade e prestígio em nível internacional.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h10

    -0,10
    3,132
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h14

    -0,20
    75.841,87
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host