UOL Notícias Notícias
 

15/08/2007 - 16h26

Bolívia nega que empresário envolvido em escândalo na Argentina tenha feito escala no país

LA PAZ, 15 Ago 2007 (AFP) - O governo boliviano negou, nesta quarta-feira, que o avião que transportava o empresário venezuelano Guido Antonini Wilson tenha feito escala na Bolívia. Antonino, que ia da Venezuela para a Argentina, foi preso ao tentar entrar em Buenos Aires com quase 800.000 dólares não declarados.

"A aeronave passou em território boliviano, mas não pousou em nenhum aeroporto do país", afirmou o ministro de Governo, Alfredo Rada.

A possibilidade de que o jatinho privado tenha feito escala no aeroporto de Viru Viru, em Santa Cruz (leste), foi levantada pelo ministro do Interior da Venezuela, Pedro Carreño.

O incidente fez o presidente argentino Néstor Kirchner solicitar ao presidente Hugo Chávez esclarecimentos sobre o assunto. Caracas negou qualquer responsabilidade com o caso.

No dia 4 de agosto, o venezuelano radicado norte-americano, Antonino Wilson, foi interceptado em um aeroporto de Buenos Aires, quando a alfândega confiscou uma maleta contento dinheiro não declarado, a bordo de um avião fretado pelo governo argentino, na capital da Venezuela.

Viajavam no avião, junto com o empresário, dois altos funcionários do governo Kirchner, entre eles Claudio Uberti, um magnata dos negócios que dirigia o escritório de controle das obras viárias, e que após o escândalo foi destituído do cargo.

A receita pediu à justiça argentina que emita uma ordem de captura internacional para Antonini, que saiu da Argentina em direção aos Estados Unidos depois do escândalo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h39

    -0,21
    3,272
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host