UOL Notícias Notícias
 

06/10/2007 - 14h41

Candidata de oposição da Argentina vê poucas chances de segundo turno

BUENOS AIRES, 6 Out 2007 (AFP) - A candidata à presidência da Argentina de oposição Elisa Carrió admitiu neste sábado que é bastante improvável que ocorra um segundo turno nas eleições de 28 de outubro, em que a primeira-dama Cristina Fernández supera por ampla margem os outros candidatos, segundo as pesquisas.

"Esperemos chegar ao segundo turno, mas é bastante difícil", afirmou a liberal-cristã Carrió, candidata pela Coalização Cívica, que, segundo as pesquisas, se encontra na segunda colocação, atrás da esposa do atual presidente Néstor Kirchner.

Entretanto, Carrió afirmou que sua força política está crescendo muito nos centros urbanos do país e destacou que espera um aumento na percentagem de votos a seu favor na semana prévia ao comício.

"Tem que se esperar pela definição final durante a última semana, dar tempo aos 55% que não estão dispostos em votar na candidata do governo", disse Carrió.

Cristina Kirchner possui 39,8% das intenções de voto e uma vantagem de 28,1 pontos sobre Carrió (11,7%), em uma pesquisa recente feita pela empresa Poliarquía, que colocou o ex-ministro da Economia Roberto Lavagna em terceiro lugar, com 7,9%, e detectou 22,7% de indecisos.

Para vencer no primeiro turno, um candidato deve obter 45% mais um dos votos ou ter somado 40% e estabelecer uma diferença de ao menos 10 pontos sobre o segundo, de acordo com a Constituição Argentina.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host