UOL Notícias Notícias
 

07/10/2007 - 18h44

Che foi procurado de maneira coordenada por ditaduras, afirma pesquisador

VALLEGRANDE, Bolívia, 7 Out 2007 (AFP) - As ditaduras sul-americanas perseguiram Che Guevara de maneira coordenada anos antes da Operação Condor, segundo um documento revelado neste domingo por Martín Almada, o grande especialista sobre este programa coordenado de eliminação de opositores políticos que deixou centenas de desaparecidos.

Com data de 3 de outubro de 1966, o documento, do qual a AFP obteve uma cópia, é um relatório confidencial do chefe dos serviços secretos paraguaios anunciando ter sido informado por seu colega brasileiro da chegada do guerrilheiro.

"É a primeira vez que encontramos o nome de Che Guevara vinculado às ditaduras antes da elaboração do Plano Condor", afirmou à AFP Almada, um advogado paraguaio conhecido por ter descoberto em 1992 em seu país documentos da polícia secreta que comprovavam a existência do Plano Condor.

"Che Guevara saiu de Corumbá (cidade do Mato Grosso do Sul, fronteira com a Bolívia) com o nome falso de Oscar Ferreira. Viaja, com barba, no barco Victoria dos Palmares, chega talvez ao amanhecer e está responsável por uma missão", afirma o documento secreto.

"Este documento prova que naquela época já havia uma coordenação das ditaduras para capturar Che Guevara", acrescentou Almada, que participa em Vallegrande, sudeste da Bolívia, das homenagens pelo 40o. aniversário da morte do guerrilheiro.

Capturado em 8 de outubro de 1967 após 11 meses de guerrilha, Che Guevara foi executado sumariamente pelo Exército boliviano no dia seguinte em La Higuera.

Martín Almada, 70 anos, é um ex-militar de esquerda que foi preso e torturado entre 1974 e 1977 durante a ditadura do general Alfredo Stroessner (1954-1989) no Paraguai.

Ele foi o principal responsável pela descoberta dos "Arquivos do terror", cinco toneladas de papéis dos serviços secretos paraguaios que, depois do golpe contra Stroessner em 1989, foram abandonados em um edifício da polícia nas proximidades de Assunção.

"Descobri há pouco esta nota sobre o Che, porque encontrei muitos documentos e não terminei de examinar todos", disse Almada.

Os "Arquivos do terror" forneceram elementos fundamentais sobre a existência da Operação Condor, ação coordenada das ditaduras sul-americanas (Argentina, Brasil, Chile, Bolívia, Uruguai e Brasil) nos anos 70.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host