UOL Notícias Notícias
 

14/10/2007 - 20h25

Seis pesquisas apontam vitória de Cristina Kirchner no 1º turno

BUENOS AIRES, 14 Out 2007 (AFP) - A primeira-dama Cristina Fernández irá suceder seu marido, Néstor Kirchner, na presidência argentina, ganhando no primeiro turno, de acordo com seis pesquisas de opinião publicadas pela imprensa de Buenos Aires neste domingo, a 14 dias das eleições gerais.

As sondagens foram feitas por Carlos Fara e Associados (dando 46,4% das preferências para a candidata da situação), por Ricardo Rouvier & Associados (44,2%), por Opinión Autenticada (36,8%) e pela Universidade Aberta Interamericana (37,2%).

Levando-se em consideração o percentual de indecisos, as duas primeiras empresas ampliam a vantagem da primeira-dama para 50% e as restantes, para 46,5%, de acordo com o jornal "Perfil".

Em segundo lugar, aparece a candidata social-cristã da Coalizão Cívica, Elisa Carrió, registrando entre 17,7% e 14,9% das preferências do eleitorado, para três dos institutos de pesquisa.

Para Carlos Fara e Associados, atrás de Cristina Kirchner está o ex-ministro da Economia Roberto Lavagna (UNA, Uma Nação Avançada), com 11%, seguido por Carrió, com 9,8%.

Também são favoráveis à primeira-dama as enquetes publicadas pelo "Página 12", pertencentes às consultorias Analogias e Opinião Pública, Serviços e Mercados (OPSM).

Para Analía del Franco, da Analogias, o oficialismo obterá 44,4% no primeiro turno, contando com o grande apoio que possui na província de Buenos Aires, primeiro distrito eleitoral do país, com 10 milhões de votantes.

No dia 28 de outubro, a população irá às urnas escolher entre 14 candidatos à presidência. O segundo turno, se houver, está marcado para 25 de novembro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h30

    0,26
    3,138
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h38

    -0,70
    75.472,84
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host