UOL Notícias Notícias
 

25/10/2007 - 17h41

Gates condena 'restrições' do compromisso da Otan no Afeganistão

HEIDELBERG, Alemanha, 25 Out 2007 (AFP) - O secretário americano da Defesa, Robert Gates, condenou as "restrições" do compromisso dos Estados-membros da Otan no Afeganistão, durante um discurso nesta quinta-feira na Conferência dos Exércitos Europeus (CEA, sigla em inglês), em Heidelberg (oeste da Alemanha).

"As restrições que pesam sobre as tropas de algumas nações são um fardo injusto para os outros e criam danos reais no Afeganistão", declarou Gates, na última etapa de sua visita européia iniciada no domingo.

"Faço um apelo por sua ajuda para reduzir essas restrições ao máximo e, melhor ainda, para convencer seus dirigentes a suspender as restrições que freiam o potencial de sucesso dos comandantes no teatro de operações", disse ele às altas autoridades militares reunidas por iniciativa do Exército de Terra americano na Europa.

A Alemanha, responsável pelo norte do Afeganistão, área menos conflituosa, recusa-se a ultrapassar a linha vermelha do sul, onde ocorrem os combates, e defende que os instrutores alemães treinem soldados afegãos no norte. Assim, o governo alemão é alvo constante da pressão aliada para se envolver no sul.

"O fracasso de responder aos compromissos traz um risco real para a missão no Afeganistão e para a credibilidade da Otan", ressaltou Gates.

Como fez ao longo de toda sua visita européia, o secretário americano lamentou que a Otan "não se transforme rápido o suficiente para enfrentar as realidades deste século". Gates disse ainda que a organização deve "passar de uma estrutura reativa e estática para uma estrutura mais ativa e móvel".

Desde o final de 2001, o Afeganistão é palco de uma insurreição dos talibãs combatida pelo Exército afegão, por uma força da Otan e por uma coalizão internacional liderada pelos EUA.

Na quarta-feira, durante uma reunião informal dos ministros da Defesa da Otan, em Noordwijk, na Holanda, vários países se comprometeram a enviar reforços para o Afeganistão.

Após visita à Ucrânia, à República Tcheca e à Holanda, Gates desembarcou nesta quinta-feira na base aérea americana de Ramstein (oeste) e seguiu para a 15ª edição da CEA, em Heidelberg (oeste), depois da qual voltaria para Washington.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host