UOL Notícias Notícias
 

12/12/2007 - 06h32

Justiça declara inocente condenado à prisão perpétua após exame de DNA

MIAMI, 12 dez 2007 (AFP) - Um americano condenado à prisão perpétua há 27 anos por estupro foi declarado inocente após um exame de DNA.

"Estou me dando conta do fato de que deixei tudo isto para trás", afirmou John White, 48 anos, em uma entrevista coletiva na sede em Atlanta do Projeto Inocência da Geórgia, entidade que o ajudou a fazer o teste de DNA.

White foi libertado na segunda-feira de uma penitenciária da Geórgia depois que o exame de DNA demonstrou que os pêlos encontrados no local do crime cometido em 1979 não eram dele.

Ele foi condenado a passar a vida preso em 1980, obteve liberdade condicional em 1990, mas esta foi revogada e ele voltou para a prisão em 1997 por uma condenação por roubo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h49

    0,50
    3,145
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h51

    -0,58
    75.560,98
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host