UOL Notícias Notícias
 

24/01/2008 - 11h05

Ministro britânico do Trabalho renuncia por escândalo de financiamento

LONDRES, 24 Jan 2008 (AFP) - O ministro britânico do Trabalho, Peter Hain, envolvido em um escândalo de financiamento de campanha para se tornar o segundo homem do Partido Trabalhista, anunciou nesta quinta-feira em um comunicado que renunciará "para limpar" seu nome.

Hain anunciou a demissão em breve poucos minutos depois da Comissão Eleitoral ter informado que solucitou à Scotland Yard a abertura de uma investigação sobre o tema.

"Após a decisão da Comissão Eleitoral, pedirei demissão para limpar meu nome e farei uma rápida declaração", explicou o ministro em um comunicado enviado à imprensa.

Hain, que também é ministro para o País de Gales, admitiu não ter declarado doações de 103.000 libras (137.000 euros), destinadas a financiar sua campanha de meados de 2007 para se tornar o número dois dos trabalhistas. O ministro ficou em quinto entre seis candidatos em disputa.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host