UOL Notícias Notícias
 

06/02/2008 - 22h55

Chile apóia embaixador na Argentina em escândalo de carros de luxo

SANTIAGO, 6 Fev 2008 (AFP) - A Chancelaria chilena apoiou, nesta quarta-feira, seu embaixador em Buenos Aires, Luis Maira, afirmando que este não fez uso de seu direito de importar veículos com franquia diplomática, em meio a um escândalo de contrabando de carros de luxo que atinge várias embaixadas.

"O embaixador do Chile na Argentina, Luis Maira, não fez uso de seu direito a importar um veículo com franquia diplomática, nem teve participação em outras solicitações apresentadas para a importação", garante a Chancelaria.

O texto acrescenta que, de acordo com notas firmadas entre ambos os países, em 1974, "não se requer prazos mínimos para a nacionalização de automotores livres de tributo, caso termine a função de um diplomata, ou de um membro das missões militares do Chile".

"Como conseqüência do anterior, não podem existir irregularidades nos casos investigados por um descumprimento dos prazos para a venda e nacionalização", completa o comunicado.

O caso de suspeita de contrabando de automóveis com isenções de impostos na Argentina, em virtude do status diplomático, respinga em pelo menos 14 representações estrangeiras, incluindo a chilena.

A investigação da Justiça argentina compreende 98 veículos do total de 960, importados entre 2004 e 2007. A suspeita é que houve manobra para fazê-los entrar no país com este privilégio, nacionalizá-los e vendê-los no mercado local.

Segundo a lei argentina, há prazos mínimos que estes carros devem cumprir até que possam ser vendidos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host