UOL Notícias Notícias
 

01/07/2008 - 09h02

Polícia abre fogo em manifestações pós-eleitorais na Mongólia

ULAN BATOR, 1 Jul 2008 (AFP) - Milhares de pessoas enfrentavam nesta terça-feira a polícia diante da sede do antigo Partido Comunista da Mongólia, que se proclamou vencedor das eleições legislativas de domingo, segundo imagens exibidas por um canal de televisão privado.

A polícia deu tiros para o alto para tentar dispersar a multidão, que jogava pedras contra a sede do Partido Popular Revolucionário Mongol (PPRM, ex-comunista).

Dentro da sede, o primeiro-ministro Sanjagiin Bayar pediu calma.

"Devemos esperar os resultados defintivos (...). O outro partido nos acusou de ter comprado a eleição; isto é falso. As eleições foram livres e justas", afirmou o chefe de Governo.

"Pedimos a todos o fim de qualquer manifestação caótica imediatamente", acrescentou.

O PPRM anunciou ter obtido 44 das 76 cadeiras do Parlamento, uma maioria que acabaria com o equilíbrio com a oposição democrata e uma situação de poder compartilhado que paralisava o país há quatro anos.

A Comissão Eleitoral ainda não divulgou os resultados oficiais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h49

    -0,43
    3,262
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h58

    1,71
    62.729,27
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host