UOL Notícias Notícias
 

09/09/2008 - 22h38

Passados 7 anos do 11/9, a reconstrução do Marco Zero continua atrasada

NOVA YORK, 9 Set 2008 (AFP) - Sete anos depois da destruição do World Trade Center nos atentados de 11 de setembro, as complicações administrativas, logísticas e financeiras atrasam cada vez mais a reconstrução do chamado "Marco Zero", onde sequer as fundações da obra foram concluídas.

Do majestoso projeto arquitetônico aprovado pelo governador do Estado de Nova York, George Pataki, em setembro de de 2006, apenas as estruturas metálicas da "Torre da Liberdade" (que devem chegar a 541 metros de altura), começaram a sair das entranhas da terra no local onde cerca de três mil pessoas encontraram a morte nos mais trágicos atentados da história dos Estados Unidos.

No lugar das outras três torres desenhadas pelos arquitetos Norman Foster, Richard Rogers e Fumihiko Maki, as escavações ainda estão em curso.

A construção da estação de metrô do World Trade Center está ao sabor da conjuntura econômica e a primeira viga metálica do Memorial do 11/9 foi colocada nesta terça-feira para uma inauguração prevista para... 2011.

O bairro voltou a atrair novos empreendimentos e habitantes, mas o número de pessoas empregadas no comércio que vive à sombra do "Marco Zero" é inferior ao que era antes de 2001, quando as Torres Gêmeas ainda dominavam o horizonte de Manhattan, segundo a associação comunitária "Downtown Alliance".

Isso se deve em parte ao fracasso da reconstrução ou reforma das infra-estruturas de transporte desde os ataques.

Os donos das lojas locais reclamam porque os engenheiros encarregados vivem revisando os projetos de reconstrução, com o objetivo de economizar dinheiro.

O orçamento inicial para a reconstrução do "Marco Zero" foi fixado em 15 bilhões de dólares, mas as as organizações que acompanham o projeto já calculam os gastos em pelo menos 18 bilhões.

Chris Ward, diretor da autoridade portuária de Nova York e Nova Jersey, prorpietária da fatídica zona, indicou em junho passado que "o calendáro e o custo de cada um dos projectos públicos do local enfrenta atrasos significativos e adiamentos ".

A regulamentação da cidade de Nova York para inspecionar todos os veículos que ingressam na zona em busca de explosivos também preocupa os residentes que temem que o excesso de segurança, embora necessária, possa repercutir demais na vida dos moradores e pequenos comerciantes.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host