UOL Notícias Notícias
 

28/09/2008 - 09h46

Bielo-russos elegem deputados em eleições fundamentais para um futuro europeu

MINSK, 28 Set 2008 (AFP) - Os bielo-russos elegem seus deputados, neste domingo, em eleições que podem marcar uma guinada para a União Européia (UE) desta ex-república soviética dirigida pelo autoritário Alexander Lukachenko, até agora fiel aliado da Rússia.

A oposição de Belarus, um país de 10 milhões de habitantes, já denunciou, no entanto, estas eleições como não democráticas e pretende se manifestar quando os colégios eleitorais forem fechados, às 20H00 local (14H00 GMT).

Os colégios eleitorais abriram às 08H00 (02H00 de Brasília).

Este ano, 263 candidatos, entre eles 70 da coalizão de oposição, se apresentaram para 110 cadeiras na Câmara baixa. Nas legislativas de 2004 eram 690, das quais 250 da oposição, embora nenhum destes obteve voto de deputado.

No Ocidente, estas eleições são vistas como uma prova da vontade de abertura do presidente Lukachenko, considerado o "último ditador da Europa" pelos EUA.

A UE prometeu suspender as sanções que impedem 40 responsáveis do governo bielo-russo, inclusive o presidente, de viajar para os países da UE, se o país conseguir "progressos" democráticos no desenrolar destas eleições.

Belarus ainda é um país que depende integralmente da Rússia para se abastecer de gás, que por enquanto compra a preços inferiores aos do mercado.

Cerca de 400 observadores da OSCE (Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa) acompanham estas eleições. Os primeiros resultados serão divulgados na segunda-feira.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h39

    0,17
    3,285
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h45

    0,18
    63.372,67
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host