UOL Notícias Notícias
 

08/12/2008 - 10h00

Dirigente do Lashkar-e-Taiba entre os detidos no Paquistão

ISLAMABAD, 8 dez 2008 (AFP) - Um importante comandante do Lashkar-e-Taiba, grupo radical islâmico paquistanês acusado pela Índia de ter executado os atentados de Mumbai (172 mortos), está entre os 15 detidos no domingo na Caxemira paquistanesa.

"Zaki-ur-Rehman Lajvi figura entre os detidos. Ele é um comandante de operações do Lashkar-e-Taiba", afirmou uma fonte dos serviços de segurança à AFP.

O fundador do Lashkar-e-Taiba criticou nesta segunda-feira a operação policial contra o acampamento de uma de suas organizações de caridade na Caxemira paquistanesa.

"A operação contra organizações na Caxemira paquistanesa é injustificável e nós condenamos fortemente", afirmou Hafiz Saeed.

"O governo mostra sinais de fraqueza ao ter como alvo organizações da Caxemira", acrescentou.

Os Estados Unidos exigiram no domingo que o Paquistão prendesse os suspeitos pelos atentados, que têm a extradição reclamada pela Índia.

As forças de segurança paquistanesas prenderam 15 pessoas pertencentes a uma organização de caridade islamita ligada ao grupo Lashkar-e-Taiba.

Na periferia de Muzaffarabad, capital da Caxemira paquistanesa, as forças de segurança realizaram na noite de domingo uma operação em um acampamento da fundação Jamaat-ud-Dawa, considerada o braço político do Lashkar-e-Taiba.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host