UOL Notícias Notícias
 

07/01/2009 - 17h48

Madoff tentou omitir mais de US$ 1 milhão em jóias da Justiça americana

NOVA YORK, 7 Jan 2009 (AFP) - Um colar de diamantes e um relógio Cartier estão entre os objetos que o ex-investidor de Wall Street Bernard Madoff tentou esconder após ser preso, sob as acusações de cometer fraude em massa, informou a Justiça de Nova York.

Os procuradores de Nova York divulgaram nesta quarta detalhes da petição apresentada na segunda-feira à Justiça para manter Madoff preso durante o julgamento, devido à sua tentativa de dispor de alguns bens, o que viola os termos do acordo judicial.

Os advogados de Madoff devem dar sua resposta ainda hoje, e a expectativa é que o juiz tome uma decisão a qualquer momento depois do meio-dia de quinta-feira, último prazo para uma resposta do Estado.

Os procuradores alegam que Madoff é um "perigo para a comunidade", porque não respeitou as condições de sua reclusão.

De acordo com o recurso apresentado nesta quarta, Madoff "enviou um pacote com 13 relógios, um colar de diamantes, um anel de esmeralda e abotoaduras. O governo foi informado de que o conteúdo do pacote pode valer mais de um milhão de dólares".

O texto acrescenta que, pelo correio, Madoff também enviou para familiares um relógio Cartier com diamantes, um relógio Tiffany com diamantes, quatro prendedores de diamantes e outras jóias. Esses objetos estão, agora, sob custódia judicial, informou o gabinete da Procuradoria.

O advogado de Madoff, Ira Sorkin, disse à Justiça que os objetos foram enviados "inocentemente" e sem violar os termos da prisão domiciliar.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host