UOL Notícias Notícias
 
01/08/2009 - 12h07

Amorim crê que retomada de negociações farão Irã parar de enriquecer urânio

BUENOS AIRES, 1 Ago 2010 (AFP) -O chanceler brasileiro Celso Amorim defendeu novas negociações sobre o programa nuclear iraniano, o que levará, em sua opinião, o Irã a suspender o enriquecimento de urânio a 20%, iniciado após as últimas sanções da ONU, segundo declarações divulgadas neste domingo na Argentina.

"É certo, o Irã começou a enriquecer a 20%. Mas se houver uma negociação, isso será suspenso. Há vários sinais que levam a crer que isso é possível", disse o ministro brasileiro ao jornal Clarín, de Buenos Aires.

Amorim lembrou que no domingo passado se reuniu em Istambul com seus colegas da Turquia, Ahmet Davutoglu, e do Irã, Manucher Mottaki, e destacou que "na segunda-feira o Irã escreveu à AIEA (agência nuclear da ONU), afirmando que está preparado para negociar sem condições" com base na declaração assinada com Brasil e Turquia em maio.

O Irã propôs no dia 17 de maio às grandes potências, em um acordo com Brasil e Turquia, a troca em território turco de 1.200 quilos de seu urânio levemente enriquecido (a 3,5%) por 120 quilos de combustível enriquecido a 20% e destinado ao reator de pesquisas médicas de Teerã.

A iniciativa foi ignorada pelas grandes potências, que votaram no dia 9 de junho por uma quarta série de sanções contra Teerã, suspeito de querer produzir a arma atômica.

O Irã reafirmou na terça-feira a sua disposição em seguir adiante com seu programa nuclear, embora tenha deixado claro que pretende retomar em setembro as negociações com as grandes potências, pedindo a entrada de Turquia e Brasil.

Essas declarações foram realizadas um dia depois da adoção de novas sanções pela União Europeia (UE), destinadas a pressionar as autoridades iranianas para que, além de retomar as conversações, interrompam o enriquecimento de urânio.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,45
    3,141
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,39
    64.684,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host