UOL Notícias Notícias
 
10/08/2009 - 09h45

Barak diz que frota de ajuda a Gaza era "provocação planejada"

JERUSALÉM, 10 Ago 2010 (AFP) -O ministro israelense da Defesa, Ehud Barak, justificou nesta terça-feira o ataque contra uma frota de ajuda a Gaza, por considerar que a missão era uma "provocação planejada" sob pretextos humanitários.

"Esta frota enviada em 31 de maio constituía uma provocação planejada", disse Barak à comissão israelense que investiga o ataque, no qual morreram nove membros turcos da missão.

A frota pretendia chegar à Faixa de Gaza, submetida por Israel a um bloqueio desde que o movimento radical Hamas tomou o poder no território palestino, em 2007.

"Os ministros israelenses discutiram diversas alternativas, levando em consideração a possibilidade de que os ativistas tentassem impedir a descida das tropas e que (as tropas) se vissem expulsas e obrigadas a abrir fogo", destacou Barak.

O ministro também justificou o bloqueio do território palestino, "essencial para impedir que Gaza se transforme em um enorme arsenal".

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu afirmou na segunda-feira diante da mesma comissão que Israel atuou de acordo com o direito internacional.

Esta comissão está formada apenas por quatro israelenses, além de dois observadores internacionais.

Quatro especialistas da ONU - entre eles um israelense e um turco - devem iniciar nesta terça-feira outra investigação sobre o ataque à frota.

Mas Israel já advertiu que se vai se retirar do grupo se o mesmo exigir interrogar militares israelenses.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host