UOL Notícias Notícias
 

11/08/2009 - 12h22

Morreu Eunice Kennedy, irmã de JFK e defensora dos deficientes

BOSTON, EUA, 11 Ago 2009 (AFP) - A irmã do ex-presidente John F. Kennedy, Eunice Kennedy Shriver, que dedicou sua vida à causa dos deficientes mentais, morreu nesta terça-feira aos 88 anos, anunciou sua família em uma declaração.

"A fantástica Eunice Kennedy Shriver foi para o Senhor nesta manhã (terça-feira) às 2h00 (3h00 de Brasília)", diz o comunicado. Ela estava internada há dez dias em estado crítico.

"Ela era a luz de nossas vidas. Uma mãe, esposa, avó e tia que nos mostrou o exemplo de o que significa levar uma vida com paixão, guiada pela fé para servir os outros", acrescenta o texto.

Os membros do influente clã Kennedy Shriver, se despediram de Eunice Kennedy Shriver na segunda, no Hospital Cape Cod (Massachusetts, nordeste), onde ela estava internada.

Seu genro, o governador (republicano) da Califórnia Arnold Schwarzenegger visitou o hospital também na segunda-feira, com sua esposa, Maria Shriver, filha da falecida.

O presidente americano Barack Obama, em um comunicado de imprensa, expressou sua "tristeza" e de sua esposa Michelle pela morte desta "mulher extraordinária". "Eunice significou muito para muitas pessoas", disse Obama.

O irmão mais novo de Eunice, o senador Democrata Edward ("Ted") Kennedy afirmou, em nota, que sua irmã tinha "assimilado bem a lição que o nosso pai e mãe nos ensinaram: espera-se sempre muito dos que receberam muito".

Os médicos não revelaram a causa da morte de Eunice, mas recentemente ela sofreu uma série de ataques cardíacos.

Embora menos conhecida que seus irmãos John, Robert e Edward, Eunice ficou famosa por dedicar sua vida à causa dos deficientes mentais, mal sofrido pela irmã Rose Marie, que faleceu em 2005.

Eunice Kennedy Shriver criou em 1968 as Olimpíadas Especiais, onde competem atualmente cerca de três milhões de atletas com deficiência mental.

"Como poucos, Eunice Kennedy Shriver alterou o curso da História, superando os limites para permitir que as pessoas que sofrem de deficiências mentais tivessem também a sua oportunidade", indica um comunicado publicado no site dos Jogos olímpicos especiais.

O primeiro-ministro britânico Gordon Brown disse que a morte de Eunice seria "lamentada em todo o mundo." "Meus pensamentos estão com sua família", afirmou Brown.

Nove irmãos e irmãs do clã Kennedy - um dos mais influentes na história dos Estados Unidos - ainda estão vivos, sua irmã Jean (nascido em 1928) e Edward ("Ted"), 77 anos, o mais jovem dos irmãos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host